Entre os dias23 e 24 de março, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) e a Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (Sbau) realizam em Porto Alegre o 1º Fórum Internacional de Avaliação de Árvores de Risco .

Entre os dias23 e 24 de março, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) e a Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (Sbau) realizam em Porto Alegre o 1º Fórum Internacional de Avaliação de Árvores de Risco . A definição ocorreu em reunião entre o secretário Cláudio Dilda e o presidente eleito para o triênio 2014-2016 da Sbau, André Puente.

Conforme Dilda, a Smam não poupará esforços para se aproximar cada vez mais da Sbau. “A Sbau é um ambiente profícuo de geração de conhecimentos, normalizações e técnicas de manejo de arborização. Queremos estreitar os laços, a fim de qualificar a gestão da arborização da Capital, por meio de encontros, cursos e outras parcerias”, disse.

Puente agradeceu o apoio de Porto Alegre à Sbau, fundada em 16 de setembro de 1992, na cidade de Vitória, Espírito Santo. “Queremos aproximar os conhecimentos técnicos da Sbau à realidade das gestões municipais no cuidado com a arborização urbana. Parcerias como esta já firmada com Porto Alegre são fundamentais para disseminarmos conhecimentos e normalizações”, destacou.

Para mais informações sobre a Sbau, acessewww.sbau.org.br.

Autoridades nacionais e internacionais em avaliação de árvores de risco estarão reunidas nos dia 23 e 24 de março, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, para tratar de tema amplamente discutido na Europa e nos Estados Unidos. O 1º Fórum Internacional de Avaliação de Árvores de Risco, anteriormente previsto para ocorrer em novembro deste ano, visa ampliar o debate nacional sobre o tema, qualificar o manejo da arborização urbana nas cidades brasileiras e reduzir os riscos de acidentes. O encontro é uma realização da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana (Sbau) com apoio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam).

Entre os palestrantes confirmados estão Sérgio Brazolin (biólogo e chefe do Laboratório de Árvores, Madeiras e Móveis (LAMM) do IPT); Pedro Mendes Castro (engenheiro agrônomo e coordenador do processo de Manejo de Vegetação da Cemig); Francisco José Zorzenon (biólogo e diretor técnico da Unidade Laboratorial de Referência em Pragas Urbanas da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo); e Joaquim Teotonio Cavalcanti (engenheiro agrônomo especializado em manejo integrado de árvores, palmeiras e áreas verdes). Também está confirmada a vinda do americano Mark Duntemann, considerado uma das maiores autoridades internacionais em avaliação de árvores de risco.

Dia de campo
No dia 25, será realizada atividade de campo, com uso de instrumentos para avaliação de sanidade de árvores. A atividade, complementar ao Fórum e sem custos adicionais, terá duração de 8 horas (4 horas de apresentação das metodologias e dos instrumentos e 4 horas para demonstrações práticas). O resistógrafo e o tomógrafo serão apresentados pela engenheira florestal Marina Moura de Souza, da Cemig, e pelo engenheiro florestal Mark Duntemann, da Natural Path Urban Forestry Consultants.

Inscrições
As inscrições devem ser feitas pelo e-mail[email protected]. É necessário enviar nome completo, CPF, RG, telefone de contato, cidade, Estado e país, comprovante de depósito bancário (Caixa Econômica Federal – AG 1592 – Op 003 – C/C 1084-4) e comprovante de matrícula (para estudantes). Os descontos para integrantes da Sbau só são válidos para sócios com anuidade em dia.

Fonte: Aline Czarnobay
Assessoria de Imprensa Smam
[email protected]3289-7504

Avaliação de Árvores de Risco

Informações da notícia

Data de publicação: 15/01/2015

Compartilhe!