5º PRÊMIO BOAS PRÁTICAS

1º LUGAR - CHIAPETTA

Programa de Empreendedorismo e Inovação de Chiapetta

O projeto: Programa Municipal que visa o desenvolvimento econômico-social, através da integração e ação dos diversos agentes responsáveis pela formação do jovem profissional, empreendedor, inovador e cidadão de Chiapetta.

 2017 - 2023 - Sala do Empreendedor - SEBRAE

2019 - 2023 - Incubadora Municipal de Empresas de Chiapetta - INOVACHI

2019 - 2023 - Projeto Vincular - Escolas Municipais

2019 - 2023 - Projeto Educação Financeira

2020 - 2023 - Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos - SEBRAE

2020 - 2023 - Projeto Programe Seu Futuro - UNIJUÍ

2021 - 2023 - Projeto Central de Carreiras INOVACHI

Justificativa: Escassez de profissionais qualificados para ocupar vagas profissionais disponíveis, tais como autoelétricas, padarias, açougues, etc. Migração dos jovens de Chiapetta para cidades maiores na busca por oportunidades profissionais. Distância entre formação acadêmica e conhecimentos técnicos para início de uma carreira profissional.

Indecisão e medo dos jovens quanto a qual carreira investir. Transformar boas ideias em produtos que supram demandas emergentes. Preparar os jovens para a realidade profissional e empreendedora do mercado atual.

Objetivos: EDUCAÇÃO FINANCEIRA: Desenvolver e aplicar de habilidades e competências econômicas financeiras básicas das crianças, nos plurais contextos cotidianos. JOVENS EMPREENDEDORES PRIMEIROS PASSOS: Estimular uma mudança cultural, valorização e despertar do empreendedorismo e profissionalismo entre os jovens.

VINCULAR: Formar alunos mais éticos e cidadãos, comprometidos com a busca da realização pessoal e profissional, compreendendo melhor o funcionamento da sociedade. Realizar ações conjuntas para que os professores estejam satisfeitos com a profissão e com o comprometimento dos alunos. Realizar ações para que os pais voltem a acreditar na educação como potencial transformadora. CENTRAL DE CARREIRAS: Selecionar jovens com aptidão para uma das profissões em alta no mercado, que podem ser desenvolvidas residindo em Chiapetta, gerando renda e desenvolvimento na comunidade.

PROGRAME SEU FUTURO: Desenvolver produtos tecnológicos que possam ser utilizados pela sociedade e adquiridos pelo mercado. CENTRAL DE CARREIRAS: Preparar os jovens para a realidade profissional e empreendedora do mercado atual. Criar espaços de formação técnica e de preparação para o mercado de trabalho, tirar estagiários da “zona de conforto” estabelecida durante o período. Criar oportunidades, através de ações conjuntas, de oferta de empregos e da contratação de jovens para trabalhar nas empresas locais.

SALA DO EMPREENDEDOR: Facilitar os processos burocráticos empresariais e mediação na aquisição de micro-créditos para alavancagem da empresa dentro do mercado. INCUBADORA MUNICIPAL DE EMPRESAS: Transformar boas ideias em produtos que supram demandas emergentes. Estimular o crescimento econômico-financeiro e autossuficiência de empresas incubadas, adaptação ao novo momento da sociedade e da economia, incubação de novas empresas.

Público-alvo: Alunos de Escolas Municipais e Estadual, Comunidade escolar (famílias, comunidade, demais instituições envolvidas), Profissionais Liberais, Empresas locais. 


“O Programa de Empreendedorismo e Inovação de Chiapetta (PEICHI) é uma prioridade da administração. Diante de uma constante mudança do mercado e do desafio de formar um espaço propício para o desenvolvimento de um ecossistema saudável de desenvolvimento econômico sustentável, criamos o “PEICHI”. Cada projeto foi pensado para responder a uma demanda real de nosso município, tendo por premissa a entrega de resultados concretos para a sociedade. O projeto vincular, por exemplo, estimula às crianças, jovens, professores e famílias a participarem ativamente do ambiente escolar, entendendo a importância de cada sujeito que compõe a educação de nosso município. Assim também o JEPP que contribui com este escopo, dando ênfase à capacidade criativa empreendedora das crianças e jovens, levando para dentro do ambiente familiar a sensibilização e a possibilidade de também as próprias famílias encontrarem formas de desenvolver seus produtos e possíveis negócios. Neste aspecto, é fundamental a formação de habilidades e competências dos jovens, função essa que é complementada pelas ações da central de carreiras, com suas formações, palestras, workshop e hoje com a possibilidade de estágio conveniado com o CIEE, empresas locais e prefeitura. Demos ênfase aqui à área das Tecnologias, pois entendemos que esta possibilita ao jovem investir em sua carreira, tendo contato com grandes empresas internacionais, mesmo residindo no interior do estado. Além disso, a Incubadora acaba por suprir uma demanda emergente, que é a de disponibilizar espaços de forma gratuita para aqueles que quiserem implementar seu primeiro negócio, tendo aqui suporte conjunto da Sala do empreendedor. Tudo isso não seria possível se não tivéssemos parceiros que nos ajudam a criar e são protagonistas de alguns destes projetos, como no caso de empresas e instituições de ensino locais e regionais. O PEICHI tem cada vez mais demonstrado o quanto ações conjuntas, em um ecossistema favorável de empreendedorismo e inovação tem impacto na vida das pessoas, que tem por resultado a melhoria da qualidade de vida, maior motivação em investir energia, seja na criação de um produto, na motivação de um aluno que chega para aula e do professor que o acolhe, seja pelo desenvolvimento econômico sustentável de nossa região.”

Eder Luis Both, prefeito de Chiapetta


2º LUGAR - PORTO ALEGRE

Programa Living Lab

O projeto: O “Programa Living Lab POA” transforma a cidade em um grande laboratório a céu aberto. Como ações do Living Lab POA, podemos citar a realização de testes de soluções inovadoras POC’s, o Sandbox Regulatório e o Contrato Público para Soluções Inovadoras – CPSI. Essas são diferentes formas de contratação com o Poder Público, que estão alavancando Porto Alegre como uma cidade cada vez mais empreendedora, inovadora, e ágil nos seus processos, em uma busca constante para desburocratizar as relações com o Poder Público. Coadunando com esse espírito, Porto Alegre publicou diversas legislações, colocando nossa cidade na vanguarda da inovação e demonstrando, que somos capazes de avançar, com responsabilidade e respeito as premissas do Direito, mas sem perder o timing de uma cidade inovadora e acolhedora de novos desafios que estão por vir.

Justificativa: O Programa Living Lab POA estimula a colaboração entre governo, empresas, academia e cidadãos para criar soluções inovadoras para os desafios urbanos. Isso permite que as prefeituras desenvolvam e testem novas tecnologias e abordagens que possam melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. O programa incentiva a colaboração ativa dos cidadãos na resolução de problemas e no desenvolvimento de políticas públicas. Essa participação fortalece o ecossistema de inovação de Porto Alegre, aumentando o senso de pertencimento e responsabilidade dos cidadãos em relação à cidade. Por meio do Living Lab POA, a prefeitura de Porto Alegre pode testar novas formas de fornecer serviços públicos, tornando-os mais eficientes e adaptados às necessidades reais dos cidadãos. Isso pode resultar em uma administração mais eficiente e econômica dos recursos municipais. O Programa Living Lab POA oferece um ambiente colaborativo e experimental para encontrar soluções para os desafios urbanos, aproveitando a sabedoria coletiva da comunidade. Essa abordagem torna Porto Alegre uma cidade mais inovadora, sustentável, resiliente e conectada com os anseios de seus cidadãos.

Objetivos: Estimular a realização de testes de soluções inovadoras na cidade de Porto Alegre, no espírito de laboratórios vivos (living labs), fomentando a participação de startups e agentes inovadores na superação de desafios públicos, na qualificação da cidade e na oferta de melhores serviços e infraestrutura ao cidadão e visitante de Porto Alegre.

Público-alvo: Ecossistema de inovação de Porto Alegre (startups, parques tecnológicos, academia, empresas, cidadãos entre outros). 


‘’Essa ação visa implantar e reforçar os mecanismos para que a cidade de Porto Alegre seja um dos ambientes urbanos que mais atraia e apoia a realização de testes de soluções inovadoras, dentro do conceito de living lab (laboratório vivo) de soluções urbanas. Nesse sentido, estimulamos e ampliamos a utilização dos mecanismos, como as provas de conceito realizadas ao abrigo do decreto de POCs (proof of concept/prova de conceito/teste piloto) de 2017, o SANDBOX (publicada em 2022), e o contrato público para soluções inovadoras-CPSI. Aportando a transformação social através da inovação!”

Sebastião Melo, prefeito de Porto Alegre


3º LUGAR - LAJEADO

Labilá- Laboratório de Inovação Social e Governamental de Lajeado

O projeto: Um espaço para promover a inovação, a cocriação e testagem de novas ideias, com foco em melhorias ao cidadão e qualificação dos serviços prestados pela administração pública foi lançado no dia 04 de maio de 2021. O LabiLá - Laboratório de Inovação Governamental e Social do Município de Lajeado funciona em uma espécie de galpão, totalmente reformulado, junto à Praça do Chafariz, no Centro Histórico, e contribui também para revitalizar esta área da cidade. São 395 metros quadrados com pátio aberto de 327 m² para receber oficinas, cursos, reuniões, zonas criativas, estações de trabalho, espaços multiuso e de descanso. 

O Labilá integra as ações da chamada hélice de governo do Pro_Move Lajeado, nosso ecossistema de inovação local e desenvolve atividades de alto impacto social, sempre conectadas intrinsecamente com os demais atores e propostas do ecossistema. Neste hub de inovação pública, além de um espaço exclusivo para atender projetos de inovação das secretarias de governo, a comunidade, empresas, cooperativas e instituições também podem desenvolver seus projetos individualmente ou em parceria com o governo e o ecossistema. O local contempla, ainda, a sede do escritório do Pacto Lajeado pela Paz (programa que desenvolve as habilidades sócio-emocionais dos jovens em idade escolar e diferentes atores sociais) e do Programa Federal Lab 4.0, coordenados em conjunto pelo governo municipal. A AGIL (Agência de Desenvolvimento Local), fruto da união entre poder público, empresas e universidade por meio do Pro_Move, da mesma maneira tem sua sede no espaço. No ato de lançamento do laboratório, em 2021, foram assinados dois decretos que tratam de inovação (“institucionalização do LabiLá” e "processo de contratação de soluções tecnológicas"), dois termos de cooperação com hubs de inovação da região e lançado o projeto Trilhas da Inovação. Esta ação, já capacitou quase 300 jovens das 9ªˢ séries das escolas municipais nas áreas de tecnologia. O conjunto de ações foi inédito no Estado.

Hoje, dezenas de ações e projetos são abarcados pelo laboratório e inspiram muitas cidades no RS e no Brasil. Este projeto com certeza foi parte relevante da conquista do Prêmio Nacional de Inovação, categoria Ecossistemas em Desenvolvimento no ano de 2022, promovido pela CNI e Sebrae, que avaliou os Ecossistemas de todo país. Neste ano de 2023, já estamos na semifinal novamente, na categoria ecossistemas de pequeno porte ( locais com até 100 mil habitantes). 

Justificativa: Inovar é transformar! Fazer do simples, o diferente. É encontrar soluções criativas e reorganizar caminhos em conjunto com diferentes atores PARA QUE AS PESSOAS VIVAM CADA VEZ MELHOR! Esta é a justificativa de um projeto tão disruptivo para um governo de uma cidade de pequeno porte como Lajeado-RS. 

Objetivos: O Labilá tem o objetivo de desenvolver soluções inovadoras para resolver problemas de interesse público, como aspectos de desempenho, agilidade e eficiência do serviço público. O Laboratório terá como focos o cidadão (para estimular a cultura de inovação por meio de oficinas e projetos), o governo (para aprimorar a eficiência, desempenho e agilidade do serviço público), o servidor público (para criar novas capacitações entre os servidores, aperfeiçoando o serviço público) e a cidade (para fazer de Lajeado uma referência de cidade inteligente, incentivando a cultura da inovação em todos os setores da sociedade). 

Público-alvo: Comunidade, servidores municipais, instituições e empresas. 


“O Labilá é o primeiro Laboratório de Inovação Social e Governamental do RS. Através dele o governo de Lajeado se abre de forma genuína para a inovação, gerando impacto social real por meio de diversas ações, melhorando a vida das pessoas na cidade e assim retendo e atraindo empreendimentos de valor agregado. Internamente estamos falando de mais de 2 mil servidores impactados pelo projeto que estimula a mudança de mindset através de diferentes atividades intersecretarias, oportuniza a inovação aberta e estimula o trabalho em rede conectando startups e soluções do mundo inteiro para melhorar ainda mais os serviços públicos prestados. 

Entendemos que um governo não tem como ser propulsor do desenvolvimento econômico, social e de políticas públicas eficientes de forma isolada. O objetivo do Laboratório é dar oportunidade para que as pessoas possam se capacitar e se tornar protagonistas neste processo. É por isso que ele é a concretização da participação efetiva do governo no ecossistema de inovação da cidade, sendo uma das pás que faz a hélice da inovação girar mais forte soprando ventos de desenvolvimento e prosperidade.”

Marcelo Caumo, prefeito de Lajeado




4º PRÊMIO BOAS PRÁTICAS

1º LUGAR - SANTO ANTÔNIO DA PATRULHA

InovaSAP

O projeto: O InovaSAP nasce com a proposta de mobilizar o município em torno da importância da inovação para o desenvolvimento da cidade. Assim, a partir da criação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, foi realizado um mapeamento e conexão das principais vocações da cidade e da região que resultaram em um plano de ação voltado a colocar a inovação no centro do debate e a focalizar nossos esforços na conexão da educação com o novo mundo do trabalho e com o empreendedorismo inovador.

Objetivo: Colocar a inovação no centro do debate e das ações do município. Preparar os jovens da cidade para o novo mundo do trabalho. Criar condições para o desenvolvimento de novos negócios na área de tecnologia e conectar os negócios tradicionais do município. Transformar Santo Antônio em uma referência em inovação entre cidades com menos de 100 mil habitantes.

Público-alvo: Quadrupla hélice do município, consistindo em iniciativa privada, universidade, poder público e sociedade civil, para, a partir disso, construir ações estratégicas para o desenvolvimento da cidade.

Metodologia: Identificada a situação problema, o projeto buscou mobilizar a iniciativa privada, universidade, poder público e sociedade civil para, a partir disso, identificar a vocação e potencialidades do município e região. Nesse sentido, o ponto inicial foi a criação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação e posterior mapeamento e construção de parcerias para realização de eventos de sensibilização, aproximação de ambientes de inovação e capacitações voltadas ao novo mundo do trabalho.

“O InovaSAP surgiu como uma necessidade de estimular a conexão do município com as novas oportunidades e desafios trazidos pelas mudanças tecnológicas. Somos um dos 4 primeiros municípios do estado, temos uma matriz econômica diversificada e somos sede de um campus da FURG. Sendo assim, ao mobilizarmos esses atores e colocando a inovação no centro do nosso debate e da estratégia de desenvolvimento, fazemos com que Santo Antônio valorize seu potencial e siga avançando conectada ao futuro.”

Rodrigo Massulo, prefeito de Santo Antônio da Patrulha



2º LUGAR - LAJEADO

Pro_Move Lajeado

O projeto: Pensando em construir um futuro mais adequado e de acordo com as suas potencialidades, foi necessário planejar e agir no presente. O movimento Pro_Move Lajeado surge buscando transformar a cidade num polo de inovação, criatividade e tecnologia, melhorando a qualidade de vida do cidadão. 

Objetivo: Aplicar o conceito de cidades inteligentes e apresentar soluções para a melhoria da qualidade de vida da comunidade, impulsionando o desenvolvimento econômico, através da inovação e tecnologia, incentivando a geração e ampliação de postos de trabalho, criando um ambiente de inovação responsável por conectar governo com academia, empresas e comunidade em geral, unindo talentos, tecnologia, capital e conhecimento para alavancar o potencial empreendedor e inovador dos atores envolvidos.



3º LUGAR - GRAVATAÍ 

Startup Gravataí

O projeto: Para construir a cidade do futuro, o município focou no fomento ao empreendedorismo inovador e no surgimento de empresas inovadoras de base tecnológica. As Startups trazem em seus propósitos o foco no cliente. Gravataí está passando por uma intensa transformação que impacta todas as dimensões da vida e elas estão reinventando a forma como trabalhamos, aprendemos, comemos, compramos, utilizamos serviços públicos. É neste cenário que Gravataí se consolida como a Cidade das Startups, consequentemente dos talentos.

Objetivo: Estimular a cultura da inovação, do empreendedorismo, promover a atratividade, geração de valor, competitividade, desenvolvimento econômico sustentável, e o setor de tecnologia; desenvolver e consolidar o ecossistema de startups da cidade, atrair e manter Startups e Scaleups com potencial de crescimento e um ambiente de interação, e cooperação entre os diversos atores; conectar o ecossistema de startups local aos polos mundiais de tecnologia, incluindo a modernizar a administração pública.

 

Compartilhe!