O presidente da Famurs, Salmo Dias de Oliveira, acompanhou a apresentação feita pelo governador José Ivo Sartori, nesta terça-feira (6/2), no Palácio Piratini, do acordo institucional que beneficia o turismo no Rio Grande do Sul e garante a visibilidad...

O presidente da Famurs, Salmo Dias de Oliveira, acompanhou a apresentação feita pelo governador José Ivo Sartori, nesta terça-feira (6/2), no Palácio Piratini, do acordo institucional que beneficia o turismo no Rio Grande do Sul e garante a visibilidade do Salto do Yucumã, nos finais de semana. A iniciativa é resultado de uma antiga reivindicação da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do RS junto ao governo federal. Localizado no Parque Estadual do Turvo, no município de Derrubadas, o Salto do Yucumã possui 1,8 quilômetro de extensão e é considerado a maior queda d’água horizontal do mundo. Segundo o presidente da Federação, Salmo Dias de Oliveira, a iniciativa promove o desenvolvimento local. “Além da geração de energia, o rio também pode ser usado para atrair visitantes e renda para as cidades”, afirmou.

A Famurs irá promover um seminário com palestras técnicas sobre experiências bem-sucedidas para contribuir na área do turismo. Segundo o presidente Salmo, o potencial do Salto do Yucumã é extraordinário bem como todo o vale do Rio Uruguai. “Precisamos de um plano de investimento para gerar oportunidades de negócios, emprego, renda e diversão”, frisou. Salmo ressaltou, ainda, o trabalho desenvolvido pelos prefeitos da região e dos governos da Província de Misiones na Argentina, e do Rio Grande do Sul.

O acordo buscou viabilizar a apreciação do ponto turístico aos visitantes, prejudicada na maior parte do tempo, considerando que o Salto ficava submerso em função da quantidade de água do Rio Uruguai escoada pela Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó. A operação da usina vai ser encerrada ao meio-dia nas quintas-feiras, para deixar o Salto visível plenamente nos finais de semana. Conforme o prefeito de Tenente Portela e presidente do Consórcio Rota do Yacumã, Clairton Carboni, a partir de agora a beleza do local poderá ser vista pelo povo brasileiro e de outros países que vinham visitar e ficavam frustrados. “Este encaminhamento é muito importante, culminando com o nosso propósito de desenvolver o turismo regional”, frisou. A Rota do Yucumã é formada por 33 municípios das regiões Celeiro e Planalto Médio: Ajuricaba, Augusto Pestana, Barra do Guarita, Bom Progresso, Bozano, Braga, Campo Novo, Catuípe, Chiapetta, Condor, Coronel Barros, Coronel Bicaco, Crissiumal, Derrubadas, Esperança do Sul, Humaitá, Ijuí, Inhacorá, Jóia, Miraguaí, Nova Ramada, Palmeira das Missões, Panambi, Pejuçara, Redentora, Santo Augusto, São Martinho, São Valério do Sul, Sede Nova, Tenente Portela, Tiradentes do Sul, Três Passos e Vista Gaúcha.

A secretária do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ana Pellini, informou que a busca de uma solução para viabilizar a visitação do ponto turístico teve início em setembro de 2015, com tratativas junto ao Conselho Nacional de Recursos Hídricos e à Agência Nacional de Águas (ANA). “Queremos seguir o exemplo da Argentina, que tem uma estrutura turística desenvolvida para a visitação do Salto do Yacumã”, acrescentou. Várias autoridades prestigiaram o ato, entre elas o governador da Província de Misiones na Argentina, Hugo Passalacqua, o cônsul geral da Argentina em Porto Alegre, Carlos Garcia Baltar, e o diretor da ANA, Ney Maranhão.

Assessoria de Comunicação Social

(51) 3230.3150 / 99330.8399

comunicacao.famurs@gmail.com

Informações da notícia

Data de publicação: 06/02/2018

Compartilhe!