Em três meses, gestão presidida por Eduardo Bonotto já ofertou 57 cursos abrangendo temas de áreas como turismo, trânsito, saúde, cultura, esporte, trânsito e receitas municipais

O início da gestão 2021/2022, presidida pelo prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto, marcou a retomada dos cursos presenciais ofertados pela Escola Famurs. Somados as turmas na modalidade a distância, a entidade já ofertou, desde julho, 57 cursos e capacitou 1.298 servidores gaúchos nas mais abrangentes áreas da administração municipal.

“A Escola Famurs é uma importante ferramenta para capacitar e qualificar os servidores, auxiliando as gestões municipais e proporcionando que melhorem a prestação do serviço público para a população”, salienta Eduardo Bonotto.

Cursos que abordaram temas como organização técnica e administrativa do Serviço de Inspeção Municipal (SIM); financiamento na educação; Sistema Municipal de Cultura; planta de valores genéricos; utilização do Inventário de Sinalização Viária de Trânsito; Plano Municipal de Saúde; e gestão de recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola foram destaques e tiveram turmas com a lotação máxima permitida, respeitando sempre os protocolos sanitários e de distanciamento.

Outros temas como fiscalização do ISS; Plano Municipal de Turismo; planejamento de compras públicas; fiscalização e o processo administrativo ambiental; gestão prática de ICMS; redação oficial; Plano de Mobilidade Urbana; Simples Nacional; regulação do transporte de táxis e aplicativos; obras públicas; boas práticas na fabricação de produtos de origem animal; Plano Municipal de Desenvolvimento Rural, eventos e cerimonial também tiveram turmas ofertadas nas modalidades presencial e EAD.

Segundo o presidente da Federação, desde o seu primeiro dia à frete da entidade, seu compromisso foi o de ampliar os trabalhos da Escola Famurs, priorizando a gestão, qualificação, planejamento, legalidade e a responsabilidade. “Reafirmamos nosso compromisso e assim buscamos estar mais próximos dos municípios e das administrações em nossas cidades, buscando melhorar a vida das pessoas”, afirma Bonotto.

Conforme o diretor da Escola Famurs, também superintendente Administrativo e Financeiro da entidade, Rodrigo Goulart, o trabalho seguirá firme na missão de entregar cursos de qualidade e que atendam a realidade dos municípios. “A gestão do presidente Bonotto está dando resultado em números. Números que mostram que os cursos estão voltados para o que os servidores necessitam lá na ponta. Com professores extremamente qualificados e com as nossas áreas técnicas, que estão sempre à disposição, estamos alcançando o nosso objetivo maior: entregar um produto de excelência e ajudando na retomada após a pandemia”, avalia.

Para o presidente da Câmara Temática de Inovação da Famurs e prefeito de Restinga Sêca, Paulinho Salerno, a retomada das atividades presenciais na Escola Famurs é extremamente importante para a gestão pública municipal, pois possibilita uma maior participação e qualificação dos servidores e gestores. “Voltamos a ter uma relação interpessoal entre os servidores, podendo melhorar a nossa condição de troca de experiências, algo extremamente valioso para a gestão pública”, avalia.

Na opinião do professor e consultor na área de Receitas Municipais, Milton Mattana, em poucos meses a Escola Famurs ter treinado mais de mil pessoas ligadas às prefeituras gaúchas mostra que os cursos ofertados atendem cada vez mais as necessidades dos municípios, além da valorizar o trabalho realizado pela instituição. O mesmo diz a professora e advogada Patrícia Collat Bento Feijó. Ela destaca que a Escola Famurs é uma referência no estado do Rio Grande do Sul e até mesmo fora dele. “Gestores municipais e servidores públicos em geral veem na Escola Famurs um espaço de ensino efetivamente voltado para valorização, fortalecimento e desenvolvimento do município. Essa condição confere à escola credibilidade e legitimidade em suas ações, o que proporciona aos participantes acolhimento e segurança. Embora exista uma facilidade de acesso a informações de todo gênero, haja vista a existência da internet, os gestores e servidores municipais buscam mais do que a simples informação”, ressalta.

Patrícia já ministrou na Escola Famurs, cursos como Transporte Escolar, Sistema Municipal de Ensino, Formação para Secretários Municipais de Educação, PDDE – Programa Dinheiro Direto na Escola, entre outros. “Percebo que os alunos buscam conteúdos atualizados e de uma fonte confiável, buscam a sistematização dessas informações, procuram também a oportunidade de discussão, de reflexão, de crítica e, principalmente, de construção de um conhecimento que tenha aplicação direta na resolução dos problemas de âmbito municipal. A Escola da Famurs tem as condições necessárias e oferece todas essas possibilidades”, afirma.

 

Escola Famurs

Na sede da Famurs, em Porto Alegre, a Escola Famurs proporciona, aos gestores de todo país, cursos e treinamentos em diversas áreas. São 17 anos de experiência e atuação para qualificar prefeitos e prefeitas, vices, secretários e secretarias, vereadores e vereadoras, e servidores públicos para atuação e melhoria da realidade político-administrativa dos municípios.

A Escola Famurs apresenta uma proposta orientada para a efetiva capacitação dos agentes públicos para atuação nos Poderes Executivo e Legislativo. Os cursos abordam as principais demandas trazidas pelos próprios gestores, como a adaptação à novas legislações, boas práticas administrativas, prestação de contas, captação de recursos e legislação eleitoral, por exemplo.

Tudo que está em pauta na administração pública, é assunto da Escola Famurs. Os cursos e treinamentos são realizados de forma dinâmica, com conteúdos atualizados e estudos de caso para trazer a teoria à prática.

Todos os cursos ofertados pela Escola Famurs, na modalidade presencial ou EAD, estão disponíveis no link famurs.com.br/capacitacoes.

Informações da notícia

Data de publicação: 06/10/2021

Créditos: Ellen Renner

Créditos das Fotos: Ellen Renner

Compartilhe!