Presidente Eduardo Bonotto conversa com a meteorologista Estael Sias e ressalta importância da atenção dos gestores

Com a entrada de uma intensa massa de ar frio no RS, favorecendo a queda nas temperaturas, o presidente da Famurs, Eduardo Bonotto, pede atenção dos prefeitos e prefeitas gaúchas para os moradores em situação de vulnerabilidade social. “Os gestores devem ficar atentos com os moradores de rua nesta semana fria e podem contar com a equipe da Famurs para o desenvolvimento de estratégias que busquem proteger suas comunidades carentes”, ressalta. 

Após o período de chuva, a temperatura começa a baixar e a partir de terça-feira (27/7) o ar polar deve tomar conta de todo o RS com geadas generalizadas. Na região da serra, ainda há possibilidade de ocorrer neve e chuva congelada durante a noite e na quinta-feira.

O presidente da Famurs, Eduardo Bonotto, conversou no final da tarde desta segunda-feira (26/7) com a meteorologista Estael Sias para passar informações seguras aos prefeitos gaúchos. Formada pela UFPEL com mestrado na USP na área de tempestades e com mais de 20 anos de previsão do tempo, Estael Sias, é sócia da MetSul Meteorologia e atua com boletins diários sobre o tempo em diversos canais de televisão e rádio como SBT, Rádio Guaíba, Band, CNN e outras 40 emissoras de rádio. Durante o diálogo, a meteorologista alertou sobre a atenção que os gestores gaúchos devem manter nesta semana. Em algumas regiões, os termômetros poderão marcar mínimas abaixo de 0°C. Outro alerta emitido durante a conversa é o de risco de geada negra, que pode afetar a agricultura gaúcha.

“Decidi conversar diretamente com a meteorologista Estael Sias para emitir este alerta seguro aos prefeitos gaúchos. Nossos municípios que possuem a agricultura como fator de desenvolvimento devem ficar atentos com a possibilidade de geada negra, que é aquele fenômeno natural que pode queimar a plantação ou a vegetação. Estaremos atentos ao lado de meteorologistas capacitados para orientar prefeitos e secretários dos 497 municípios do Rio Grande do Sul. Essa massa de ar polar deve elevar a atenção dos municípios do RS”, ressaltou Bonotto.

Estael Sias alerta para os riscos e cuidados que os municípios devem ter com os moradores de rua e a população mais vulnerável. “Quarta e quinta-feira serão os dias mais difíceis, em razão do vento e da instabilidade. Temos possibilidade de neve em várias regiões do Estado como serra e campanha e até mesmo na parte central do Estado. Podemos ter a geada negra também na quarta e quinta-feira aqui no Rio Grande do Sul. Teremos diversos municípios com temperaturas negativas aqui no Estado. Teremos sensação térmica de 10 a 15 Cº negativos em áreas restritas acima de 1.000 m de altitude”, destacou a meteorologista.

Conforme a MetSul Meteorologia, Porto Alegre deve ter -1ºC ou -2ºC de sensação. Com sensação térmica de 10ºC ou 15ºC abaixo de zero para a região da Serra Gaúcha. Na sexta-feira a geada será generalizada e na região da Serra pode ser muito forte com risco de prejuízo pela temperatura de 6ºC a 7ºC abaixo de zero. Pode ter também a geada negra, que é quando a temperatura na planta fica negativa e a geada não aparece branca. A MetSul Meteorologia previu em seus boletins índices de sensação térmica por efeito do vento pela fórmula do National Weather Service dos Estados Unidos de até 1ºC ou 2ºC negativos em Porto Alegre, de 10ºC a 20ºC negativos nos Aparados da Serra e de até 20ºC a 25ºC abaixo de zero nos picos de Santa Catarina como o Morro das Antenas e o Morro da Igreja.

Diante do frio, a Campanha do Agasalho 2021, promovida pelo governo do Estado, tem recolhido roupas, calçados e cobertores para serem distribuídos para a população gaúcha em situação de vulnerabilidade. Na capital e no interior há diversos pontos de recolhimento das doações. Algumas prefeituras também têm realizados campanhas em seus municípios.

Onde doar:
• Pontos de coleta nos supermercados Zaffari e Bourbon, Bourbon Shopping e Moinhos Shopping
• Unidades Sesc e Senac
• Todos os quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros
• Central de Doações da Defesa Civil do RS: de segunda a sexta, das 8h30 às 18h (av. Borges de Medeiros, 1.501 - bairro Praia de Belas, Porto Alegre) e drive-thru de segunda a sexta, das 9h às 15h.
• Coordenadorias regionais da Defesa Civil em Porto Alegre, Santa Maria, Pelotas, Santo Ângelo, Uruguaiana, Frederico Westphalen, Lajeado, Caxias do Sul e Passo Fundo

O que doar:
• Alimentos não perecíveis em qualquer quantidade
• Cestas Básicas
• Roupas
• Calçados
• Cobertores
• Itens de limpeza e de higiene pessoal

Informações da notícia

Data de publicação: 26/07/2021

Créditos: Voltaire Santos

Compartilhe!