Prefeitos Eduardo Bonotto, Paulinho Salerno e Matione Sonego abrem evento em Restinga Sêca. Saudação também contou com a participação do deputado Gabriel Souza, representando a Assembleia Legislativa do RS

Com o tema “conectar os municípios com o amanhã”, a Famurs realizou a abertura do 40º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, na manhã desta terça-feira (21/6). O tradicional evento da entidade reuniu prefeitos, vice-prefeitos, secretários, técnicos e autoridades em Restinga Sêca, na Região Central do Estado.

Durante a manhã, foi realizado o painel de boas-vindas, oportunidade em que o presidente eleito para o anuênio 2022/2023 e prefeito de Restinga Sêca, Paulinho Salerno, falou sobre os investimentos e parcerias realizados na região, fomentando o turismo e gerando bons frutos para a microrregião, chamada Quarta Colônia. “Que todos possam ter momentos agradáveis aqui no nosso município e que possamos juntos debater temas importantes do municipalismo gaúcho e brasileiro, a partir de uma discussão que seja saudável para os municípios do nosso estado”, salientou. 

Em sua saudação, o presidente da Amcentro e prefeito de São João do Polêsine, Matione Sonego, destacou o desenvolvimento da região e agradeceu a iniciativa da Famurs de trazer o Congresso ao interior, valorizando os pequenos município e outras regiões do estado. Desejou que, após o evento, os gestores voltem aos seus municípios com mais energia, força e determinação para enfrentar os problemas enfrentados diariamente nas prefeituras. 

Também presente, representando a Assembleia Legislativa, o deputado Gabriel Souza falou sobre desenvolvimento e destacou a importância da mobilização do municipalismo gaúcho, visando o trabalho em conjunto para evitar o retrocesso nas conquistas do estado e pensar em um futuro que melhora a vida das pessoas. 

As saudações foram encerradas com o presidente Eduardo Bonotto destacando que este é um momento de fortalecimento e oportuno para o debate de temas latentes que batem à porta dos gestores. “Estamos em um momento ímpar, unidos em uma mesma pauta, numa mesma caminhada, construindo e fortalecendo o municipalismo”, salientou. “Temos que buscar alternativas de reduzir a carga tributária e rever o Pacto Federativo de uma forma igualitária e justa, para conseguirmos entregar melhores serviços para a nossa população”, enfatizou Bonotto.

O presidente da entidade ainda frisou o desenvolvimento da Região Central do RS, que tem mostrado ao restante do estado que temos muitas vezes potencial em nossos municípios e regiões que só dependem do esforço e dedicação, não somente do poder público, mas da iniciativa privada. 

Por fim, desejou que todos os participantes, ao fim do evento, saim mais fortalecidos,  qualificados e tomando decisões mais assertivas para prestar serviços de melhor qualidade aos cidadãos das nossas comunidades.

Informações da notícia

Data de publicação: 21/06/2022

Créditos: Ellen Renner

Créditos das Fotos: Guilherme Pedrotti

Compartilhe!