Evento realizado no Instituto qualificou mais de 150 assessores de comunicação, entre eles jornalistas, publicitários, relações públicas, fotógrafos e designers

Reunindo mais de 150 pessoas no Instituto Caldeira, a Famurs promoveu na última sexta e sábado (10 e 11/12), o I Seminário de Comunicação. Entre jornalistas, publicitários, relações públicas, fotógrafos e designers, os participantes acompanharam painéis que abrangeram temas como uso das redes sociais, relacionamento com a imprensa, legislação e campanha eleitoral, big data, impulsionamento e muito mais.

Na opinião do coordenador de Comunicação da Famurs, Voltaire Santos, o seminário foi uma verdadeira maratona de conhecimento e inovação, marcando a retomada dos eventos voltados para os profissionais de comunicação. “Conseguimos reunir grandes profissionais do mercado e proporcionar um ambiente com muita participação das equipes das prefeituras. Além de compartilharmos conhecimento, trocamos experiencias com diversos cases de sucesso dos municípios. Foram apresentações que inspiraram e que irão servir como ferramenta de soluções para as equipes de comunicação”, avaliou. “Com certeza as demandas trazidas pelas assessorias das prefeituras vão render mais encontros ao longo de 2022”, afirmou.

Durante a abertura, o presidente da Famurs e prefeito de São Borja, Eduardo Bonotto, destacou que uma boa comunicação melhora a vida das pessoas e que hoje a comunicação é feita pelo celular, dispositivo que cabe no nosso bolso. Bonotto também destacou a agilidade que a inovação e a tecnologia trouxeram para comunicação.

o coordenador-geral da entidade, Salmo Dias de Oliveira, também esteve presente na abertura. Ele enfatizou que a forma como se comunica e entrega um serviço faz a diferença, pois 50% do acerto de um governo depende das assessorias de comunicação. Parabenizou os presentes pela coragem, dinamismo e colaboração e afirmou que o trabalho desenvolvido por eles muda a vida das pessoas.

O diretor executivo do Instituto Caldeira, Pedro Valério, destacou que o tema inovação é apaixonante e colocou a entidade à disposição da Famurs para novos eventos e construir uma agenda positiva e propositiva. Também presente na abertura, o prefeito de Restinga Sêca e presidente da Câmara Temática de Inovação da Famurs, Paulinho Salerno, salientou que é fundamental que os municípios discutam temas relacionados a inovação e que este mindset precisa estar na pauta de discussão dos prefeitos, utilizando dados estatísticos para avaliar a gestão e experimentar o que há de novo para melhorar a vida das pessoas. Já o deputado Marcus Vinícius Vieira de Almeida, presidente da Frente Parlamentar de Inovação da Assembleia Legislativa RS, explicou que inovação não é sinônimo de tecnologia, mas ferramenta de transformação, que oportuniza uma virada de página.

Palestras

O seminário começou com a apresentação do vice-presidente da Pampa e apresentador do Pampa Debates, Paulo Sergio Pinto. Na oportunidade, ele falou sobre a diferença de liberdade de imprensa e liberdade de expressão, destacando que a notícia não pode vir contaminada de opinião e judicialização; fato e fake; transparência e relacionamento.

A editora de política do Correio do Povo, Mauren Xavier, e o apresentador da Rádio Guaíba, Fabiano Brasil, bateram um papo com os participantes sobre a realidade do jornalismo atual, furo de reportagem e os diferentes canais de informações a partir das redes sociais. Os jornalistas também falaram sobre a relação com a fonte, informações recebidas das assessorias e como é importante abastecer um jornalista com informações dos municípios, pois muitos projetos podem e devem ser divulgados, gerando ideias para os demais. Durante o painel, Mauren e Fabiano destacaram a pandemia rompeu as barreiras da comunicação, mas que as redes sociais são apenas uma maneira de comunicar com a população.

Zeca Honorato falou sobre comunicação e publicidade, compartilhando conhecimento dos seus mais de 20 anos atuando com publicidade empresarial e política. Contou que as pessoas querem consumir algo memorável, que é preciso se jogar no escuro e ser original é o jeito de contar a história. Destacou que propaganda não é o que se fala, mas o que os outros entendem; que marcas sinceras são mais simpáticas; e que eleição não é concurso de oratória, é relacionamento.

A manhã do primeiro dia encerrou com a palestra da Rosane de Oliveira, colunista da editoria de política de Zero Hora e GaúchaZH e apresentadora do programa Gaúcha Atualidade, na Rádio Gaúcha. Ela começou dizendo que ser verdadeiro é o que há de mais importante na comunicação, porque a população sabe quando estamos falando a verdade. Para isso, precisamos ser o que somos e encontrar uma linguagem que nos represente. Enfatizou que a comunicação mais importante é a mais próxima; que para sair no principais programas e veículos do estado é preciso ser original. No final da palestra, Rosane respondeu perguntas sobre o cenário político, desafios de fazer análise política, diferenciais para se noticiar pautas do interior do RS; e as diferenças do jornal impresso e digital.

As palestras da tarde retornaram com o animado prefeito de São Francisco de Paula, Marcos Aguzzolli, que trouxe o case do uso do aplicativo TikTok como ferramenta de comunicação. Junto com a coordenadora de comunicação da prefeitura, Carolina Andriola, e da assessora de comunicação, Josiele Silva, Marcos explicou sobre a estratégia aplicada e que viralizou na rede social. A partir do problema de não conseguir se comunicar com a comunidade, visto a falta de canais e veículos consolidados, a equipe viu potencial em utilizar a figura do prefeito para divulgar o município e as boas práticas da gestão através da plataforma e com conteúdo de infoentretenimento. Isso fez as pessoas conhecerem e se informarem sobre o município de uma forma diferente, elevando a autoestima dos moradores. Segundo a equipe, o case se transformou em sucesso pois transforam trends em possibilidades de divulgar ações, projetos e agenda do município.

Ainda no primeiro dia, o narrador e apresentador da Rádio Gaúcha, Pedro Ernesto Denardin, conversou sobre as maneiras de fazer notícia e o que são boas notícias; falou sobre trabalhos e projetos desenvolvido na rádio; opinou sobre posicionamento político de veículos de comunicação e o enxugamento das redações.

Na sequência, o jornalista João Paulo Borges falou sobre o uso estratégico do WhatsApp na comunicação política. Ele abordou as diferentes formas de se comunicar pelo whats – grupos, status, listas –; apresentou cases de sucesso, como o da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), ação pioneira entre entidades representativas de Santa Catarina, do governador de SC, Carlos Moisés da Silva, e do governador de ES, Renato Casagrande; e deu dicas para melhorar e facilitar o uso da ferramenta na área política.

O secretário de Comunicação da Prefeitura de Santa Maria, Ramiro Eisinger Guimarães, e o diretor de criação da SECOM, Camillo Licinio, apresentaram o case da administração municipal, que utilizou o Instagram para potencializar a comunicação com a população e alavancar o número de vacinados durante a pandemia. Os comunicadores aproveitaram o aumento de visualização nas redes sociais e desenvolveram uma estratégia para se comunicar principalmente com o público jovem da cidade, criando uma narrativa envolvente e participativa. Segundo Ramiro e Camillo, o Instagram da prefeitura não é uma página de humor, é uma página com humor, pois não deixa de ser um serviço. Apenas foi pensado formas estratégicas para o serviço chegar na população. Para eles, o serviço sempre engaja, mas com leveza, ele viraliza. A prova é que o perfil teve um crescimento de 2000%, de março de 2020 a novembro de 2021, com mais de 15 mi seguidores novos nos últimos 12 meses.

A jornalista e social media Camila Batista trouxe dicas de como utilizar as redes sociais para potencializar a mensagem, abordando aspectos de apresentação, linguagem, comportamento, tipos de posicionamento e como se destacar nas redes sociais, tendo a vista a quantidade de informação que transita em cada uma das plataformas. Camila também falou sobre os níveis de consciência do público, funil de conteúdo e como aumentar o alcance e engajamento do público.

O primeiro dia do evento encerrou com a palestra do fotógrafo, publicitário e consultor de marketing Johnny Carvalho, que falou sobre impulsionamento e gestão de tráfego. O especialista explicou sobre tráfego, algoritmo, segmentação do publico e formato de mensagem para alcançar um público específico e obter os resultados esperados. Johnny também falou sobre anúncios para temas políticos e campanhas eleitorais e explicou o passo a passo para fazer a verificação de um usuário no Facebook ADS.

O segundo dia do Seminário de Comunicação começou com a fala do presidente da Associação Riograndense de Imprensa (ARI), José Nunes. Ele falou sobre o trabalho desenvolvido pelos jornalistas nas assessorias de comunicação; a realidade do mercado e o acúmulo de funções; das iniciativas das associações para aumento do piso salarial; concursos públicos; e convidou os presentes para prestigiarem o Prêmio ARI/Banrisul de Jornalismo 2021, nesta terça-feira (14/12).

A primeira palestra da manhã foi realizada pelo coordenador de Comunicação da Famurs, Voltaire Santos, e pelo superintendente Técnico e de Relações Institucionais, Darlan Santos. Na oportunidade, eles apresentaram o trabalho realizado na entidade; falaram sobre a estratégia das campanhas guarda-chuva; planejamento do trabalho nas assessorias de comunicação; e como se relacionar com os principais nomes do jornalismo gaúcho, transformando em atrativo as notícias dos municípios.

Na sequência, o publicitário Rafa Bandeira, responsável pela estratégia digital da campanha de Eduardo Leite para governador, falou sobre big data e como os dados podem influenciar na comunicação política. Ele apresentou as definições, características e onde o big data fez a diferença, trazendo como exemplo a crise dos exames de Pelotas. O publicitário enfatizou que os dados ajudam a entender as dores da população quali e quantitativamente, auxiliando a diagnosticar crises e ter uma completa e rápida análise da situação.

A manhã do segundo dia de evento encerrou com a participação do comentarista, colunista e editor de opinião do Grupo RBS, Tulio Milman, que falou sobre histórias que geram valor e reputação. Durante sua palestra, Tulio falou sobre a construção do storytelling, percepção de valor, propósito e deu dicas de como reconhecer, organizar e contar uma história.

Na parte da tarde, o relações públicas, cerimonialista e presidente do Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas (Conrerp4), Luiz Fernando Muñoz, falou sobre a importância de as prefeituras contarem com um profissional de RP; planejamento; as diferenças de cerimonial e protocolo; nuances de etiqueta; e funções de um RP em equipes multidisciplinares.

O último painel foi sobre legislação e comunicação, com a presença do advogado e integrante do Comitê de Ética do governo do Estado, Armando Perin; do promotor de Justiça, coordenador do Gabinete Eleitoral do MPRS e membro auxiliar da Procuradoria-Geral Eleitoral, Rodrigo López Zilio; e do advogado eleitoralista Antônio Augusto Mayer dos Santos. Na oportunidade, eles falaram e sanaram dúvidas sobre condutas e cautelas referente a ações e comunicação, direito eleitoral, formas vedadas de comunicação, publicidade institucional, uso de redes sociais e promoção pessoal.

O evento encerrou com a criação de um grupo no WhatsApp entre Famurs e os assessores de comunicação das prefeituras gaúchas. Para participar basta clicar aqui.

Certificado

O certificado de participação, bem como todas as palestras, está disponível no portal da Escola Famurs. Para acessar, é só realizar o login na área do aluno.



Seminário de Comunicação | Galeria 10 de dezembro

Seminário de Comunicação | Galeria 11 de dezembro

Informações da notícia

Data de publicação: 13/12/2021

Créditos: Ellen Renner

Créditos das Fotos: Guilherme Pedrotti

Compartilhe!