Durante o encontro online, Maneco Hassen reivindicou a criação de um programa de ampliação de testagem para os municípios gaúchos e a distribuição igualitária e proporcional das vacinas da Pfizer

O presidente da Famurs, Maneco Hassen, se reuniu no final da tarde desta terça-feira (11.05) com a secretária estadual da saúde, Arita Bergmann. Durante o encontro online, Maneco Hassen reivindicou a criação de um programa de ampliação de testagem para os municípios gaúchos e a distribuição igualitária e proporcional das vacinas da Pfizer para todos os municípios do Rio Grande do Sul. “A ampliação na testagem de maneira regular e organizada é fundamental para termos um monitoramento completo da pandemia em todos os municípios do Rio Grande do Sul. E o governo do RS precisa criar condições na distribuição das doses das vacinas da Pfizer o mais rápido possível para aumentar o ritmo de vacinação nos municípios”, ressaltou o presidente da Famurs, Maneco Hassen.

A secretária estadual da saúde, Arita Bergmann, confirmou que vai atender o pedido do presidente Maneco Hassen e irá desenvolver um projeto em parceria com a Famurs para o aumento de testes no interior gaúcho. “Sabemos que a testagem realizada de maneira regular ajuda muito no monitoramento e vamos criar um grupo de trabalho com a federação para aumentar o número de testes no interior gaúcho”, destacou Arita Bergmann.

A secretaria estadual da saúde também se comprometeu em avaliar o envio de vacinas da Pfizer para o interior gaúcho, mas esclareceu que, até o momento, a decisão de aplicar na capital é determinação do Ministério da Saúde. Conforme a secretaria de saúde, há tratativas avançadas com universidades do interior para que possam ser usados os ultrafreezers dessas instituições para o armazenamento das vacinas. A SES esclareceu ainda que o fato de as remessas da Pfizer terem ficado na capital não implicou em menos doses, proporcionalmente, aos municípios do interior. Houve compensação com vacinas de outras marcas.

O encontro também contou com a participação da prefeita de Cruz Alta e médica, Paula Rubin Facco e da chefe do Centro Estadual de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde do RS, Tani Ranieri.

Informações da notícia

Fonte: Voltaire Santos/ Famurs

Data de publicação: 12/05/2021

Créditos: Voltaire Santos/ Famurs

Créditos das Fotos: Voltaire Santos/Famurs

Compartilhe!