De 01 a 28/mai – Promover a limitação de empenho e movimentação financeira, se a realização da receita não comportou, no bimestre anterior (março/abril de 2021), o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas no Anexo de Metas Fiscais (art. 9º da LC nº 101/2000 – nos 30 dias subsequentes).

07/mai – Efetuar o pagamento do FGTS de abril/2021 (art. 15 da LF nº 8.036/1990 – até o dia 7 de cada mês).

07/mai – Entregar a GFIP de abril/2021 (LF nº 9.528/1997 e §13 do art. 202 e §2 do art.225 do DF nº 3.048/1999 – até o dia 7 do mês do mês seguinte ao pagamento ou antes).

07/mai – Encaminhar, ao MTE, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED do mês de abril/2021 (artigo 1º, §1º da Lei nº 4.923/1965 e art. 3º da Portaria MT nº 235/2003 – até o dia 07 do mês subsequente).

07/mai – Providenciar a publicação, na imprensa oficial do Município, dos extratos de contratos e aditivos assinados em abril/2021 (art. 61, § único da LF nº 8.666/1993 – até o quinto dia útil do mês seguinte).

07/mai – Publicar os resumos de contratos e aditivos assinados em março/2021, na homepage Contas Públicas do TCU (art. 1º, V, § 5º da LF nº 9.755/1998 e IN TCU nº 28/1999 – até o quinto dia útil do segundo mês seguinte).

10/mai – Último dia para Assinatura do RVE do LicitaCon referente ao mês de março, pelos poderes, órgãos e entidades da Administração Pública Municipal (TCE).

10/mai – Enviar à RFB a relação dos alvarás para construção civil e documentos de habite-se concedidos em abril/2021 (art. 50 da LF 8.212/1991 e art. 226, § 1 º DF nº 3.048/1999 – até o dia 10 do mês seguinte).

10/mai – Depositar, na conta MDE, a receita resultante de impostos e transferências arrecadados do 21º ao 30º dia do mês anterior (art. 69, § 5º, III da LF nº 9.394/1996 – até o décimo dia do mês subsequente).

20/mai – Recolher o INSS da competência de abril/2021 (art. 30, I, “b” da Lei nº 8.212/1991 e art. 216, I, “b” do Decreto nº 3.048/1999 – até o dia 20 de cada mês ou até o dia útil imediatamente anterior).

20/mai – Depositar, na conta do MDE, a receita resultante de impostos e transferências, arrecadados do 1º ao 10º dia do mês em curso (art. 69, § 5º, I da LF nº 9.394/1996 – até o vigésimo dia).

20/mai – Transferir os recursos do Poder Legislativo Municipal (art. 29-A, caput c/c o art. 168 da Constituição Federal – até o dia vinte de cada mês).

21/mai – Apresentar a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais – DCTF referente mês de março/2021 (art. 5º da IN RFB nº 1599/2015 – até o décimo quinto dia útil do segundo mês subsequente).

25/mai – Recolhimento do PASEP referente a abril/2021 (CF, LC nº 8/70, LF nº 9.715/98 e art. 1, II e § único da LF nº 11.933/09 – até o vigésimo quinto dia do mês ou primeiro dia útil que o anteceder).

28/mai – Depositar, na conta MDE, a receita resultante de impostos e transferências, arrecadados do 11º ao 20º dia do mês em curso (art. 69, § 5º, II da LF nº 9.394/1996 – até o trigésimo dia).

28/mai – Divulgar no SIOPS – Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde as informações relativas ao cumprimento do disposto na EC nº 29/2000, do período de março-abril/2021 (LC 141/2012 c/c art. 52 LC 101/2000 – até trinta dias após o encerramento de cada bimestre)

28/mai – Publicar no SICONFI o Relatório Resumido da Execução Orçamentária – RREO (artigo 38, inciso XIV, da Portaria CGU nº 507/2011 – até 30 dias após o encerramento de cada bimestre – bimestre março/abril de 2021).

28/mai – Publicar no SICONFI o Relatório de Gestão Fiscal – RGF (artigo 38, inciso XI, da Portaria CGU nº 507/2011 – até 30 dias após o encerramento de cada quadrimestre ou semestre – quadrimestre janeiro/abril de 2021).

31/mai – Publicar o montante dos tributos arrecadados e valores recebidos em abril/2021 (art. 162, CF/88 – até o último dia do mês subsequente ao da arrecadação).

31/mai – Demonstrar e avaliar o cumprimento das metas fiscais do quadrimestre (janeiro a abril de 2021), em audiência pública na Câmara de Vereadores (art. 9º, §4º da LC nº 101/2000 – até o final dos meses de maio, setembro e fevereiro).

31/mai – Encaminhar à SPREV do MINISTÉRIO DA ECONOMIA o Demonstrativo Previdenciário, o Demonstrativo de Aplicações e Investimentos dos Recursos (DAIR) e o Demonstrativo de Informações Previdenciárias e Repasses (DIPR) do bimestre março/abril de 2021 (art. 5º, §6º, inciso II, da Portaria MPS nº 204/2008 – até o último dia do mês seguinte ao encerramento de cada bimestre do ano civil).

31/mai – Disponibilizar na homepage Contas Públicas do TCU, os dados e informações constantes da Lei Orçamentária Anual competente, para cada um dos respectivos orçamentos que houver (consolidados) (LF nº 9.755/98 e IN TCU nº 28/1999, art. 2º, X – até o dia 31 de maio do exercício de vigência da respectiva Lei Orçamentária).

31/mai – Publicar a relação mensal das compras realizadas em março/2021, na homepage Contas Públicas do TCU (art. 16 da LF n° 8.666/1993, LF nº 9.755/1998 e art. 2º, XXIV da IN TCU nº 28/1999 – até o último dia do segundo mês seguinte ao da aquisição).

31/mai – Data limite para entrega dos dados do SIAPES relativos a atos de admissão e atos administrativos derivados de pessoal, para os Órgãos ou Entidades com entrega BIMESTRAL, ocorridos nos meses de março e abril (TCE).

31/mai – Data limite para a remessa dos dados do SIAPC referentes ao mês de abril, e da Folha de Pagamento referente ao período de janeiro a abril (TCE).

31/mai – Último dia para a publicação do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) do 2º bimestre do Exercício pelos Poderes Executivos Municipais (TCE).

31/mai – Último dia para a publicação do Relatório de Gestão Fiscal (RGF) do 1º quadrimestre do Exercício pelos Poderes Executivo e Legislativo municipais de Municípios com 50.000 habitantes ou mais, e de Municípios com menos de 50.000 habitantes que estejam acima dos limites legais de Despesa com Pessoal ou Dívida Consolidada Líquida (TCE).

31/mai – Último dia para entrega ao TCE-RS do Relatório de Gestão Fiscal (RGF) do 1º quadrimestre do Exercício pelos Poderes Executivo e Legislativo municipais de Municípios com 50.000 habitantes ou mais, e de Municípios com menos de 50.000 habitantes que estejam acima dos limites legais de Despesa com Pessoal ou Dívida Consolidada Líquida, acompanhado da Manifestação da Unidade Central de Controle Interno sobre o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (TCE).

Compartilhe!